Espaços de trabalho colaborativo: 5 ideias para inspirar bons projetos

A colaboração é uma prática cada vez mais presente na rotina das empresas. Se antes da pandemia os espaços de trabalho colaborativo já eram uma tendência, com a crise sanitária, ganharam ainda mais projeção, sobretudo no contexto do home office.

Se a atividade profissional pode ser exercida de qualquer lugar, é preciso que o ambiente de trabalho tenha um novo significado. E a colaboração é o argumento mais forte, nesse sentido. Hoje, espaços corporativos são locais para reunir equipes de trabalho, estimular a criatividade e facilitar interações.

Os projetos de arquitetura corporativa, portanto, devem considerar as novas configurações do trabalho e o acelerado processo de transformação digital pelo qual as empresas estão passando. As decisões de layout e ambientação ainda estarão relacionadas ao segmento de atuação e à cultura organizacional de cada companhia, mas, provavelmente, terão alguns pontos ou elementos vinculados ao trabalho colaborativo.

Neste artigo, trazemos cinco ideias para inspirar projetos de arquitetura voltados aos espaços de trabalho colaborativo. Confira!

Promova a integração

Salas individuais e excessivas restrições estão perdendo espaço nos novos modelos de trabalho. Isso tem se aplicado até mesmo à relação hierárquica. As tendências atuais sugerem maior conexão entre as pessoas de diferentes áreas e posições. E isso eleva o potencial de trocas criativas.

Na prática, a arquitetura deve promover a integração, criando áreas amplas para as estações de trabalho. Há diferentes maneiras de configurar esses espaços e elas devem respeitar as particularidades de cada empresa, mas, no geral, a arquitetura deve viabilizar a comunicação e a interação entre as pessoas, eliminando possíveis barreiras.

Projete ambientes multifuncionais

Em uma empresa onde são realizadas muitas trocas, os ambientes multifuncionais são bem-vindos, pois podem atender diferentes necessidades de uso, adequadas a cada situação. Algumas salas ou espaços podem ser projetados com esse foco.

Considerando a realidade do trabalho colaborativo, uma sala pode tanto ser utilizada para reuniões formais quanto pode ser convertida em um espaço para criação ou apresentação de projetos desenvolvidos colaborativamente. Essa mesma sala pode servir para treinamentos e palestras. Tudo vai depender das atividades realizadas na empresa e da escolha adequada quanto ao layout e ao mobiliário.

Tenha a automação como aliada, nesse sentido. Portas automáticas de vidro são opções excelentes e podem integrar ou segregar áreas, dependendo da situação. Ou seja, a porta usada para fechar a sala de reuniões pode permanecer aberta se a intenção for realizar um treinamento para mais pessoas.

Repense a sala de reuniões

Por falar em sala de reuniões, leve em consideração que o conceito de reunião mudou significativamente durante a pandemia. Logo, essas áreas devem ser projetadas com estrutura adequada para permitir, por exemplo, interações virtuais.

Os componentes audiovisuais fazem toda a diferença. Avalie soluções para ter telas, projetores e todos os recursos necessários para a realização de conferências audiovisuais com excelente qualidade de som e vídeo.

Defina áreas que estimulem o foco e a concentração

A colaboração e a interação podem estar entre as prioridades para os novos espaços de trabalho, mas os ambientes que favorecem o foco e a concentração não perderam a importância. A diferença, agora, é que os projetos podem trabalhar essas questões sem necessariamente pensar no isolamento de salas ou nas divisórias entre estações de trabalho.

Existem diferentes ambientes que permitem exercitar o foco. Pode ser uma sala em específico ou, melhor ainda, um espaço voltado para o conhecimento, como uma biblioteca ou uma sala de leitura. A ideia é demonstrar que aquela área exige mais silêncio e está destinada à concentração.

Com o uso de estantes, mesas e até poltronas ou almofadas, cria-se um excelente espaço para ler ou mesmo trabalhar com o máximo de concentração. É fundamental que essa área tenha todos os recursos disponíveis para viabilizar a conexão de notebooks à rede e outros elementos indispensáveis ao trabalho.

Crie espaços de convivência

Áreas de lazer e de descontração são excelentes opções para empresas que adotam o trabalho colaborativo. Esses espaços possibilitam interações em momentos de pausa no trabalho. São áreas que ficaram conhecidas como “salas de descompressão” e que estão bastante associadas ao estímulo criativo. Nesses ambientes é possível conjugar áreas para refeição, descanso e lazer, sempre alinhando o design e as funções ao perfil da empresa.

Espaços de trabalho colaborativo precisam estar em perfeita sintonia com a cultura organizacional da empresa. São ambientes altamente personalizados. Na hora de customizar seus projetos de arquitetura corporativa, conte com o apoio da VipDoor. Nós desenvolvemos soluções sob medida! Entre em contato com nossas equipes e faça o seu orçamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published.