Layout de loja: como melhorar a atratividade do ponto de venda?

Para muitas empresas, a loja física é o principal ponto de contato com o consumidor. Por isso, fisgar a atenção do comprador é essencial para o varejo, mas as ações para aumentar a atratividade do ponto de venda vão muito além da vitrine ou da fachada. Um projeto estratégico para o layout de loja como um todo vai garantir a melhor experiência para os clientes e, consequentemente, resultados superiores para o negócio.

A pandemia tornou o planejamento do layout ainda mais importante devido à necessidade de ampliar espaços, viabilizando, assim, maior distanciamento entre as pessoas. Isso quer dizer que é preciso buscar um equilíbrio entre esforço de venda e experiência do consumidor. Por exemplo, a exposição de produtos não pode se sobrepor à circulação, assim como não é recomendável forçar o cliente a transitar desnecessariamente pelo estabelecimento para concretizar a compra.

Cada vez mais o que se busca é eliminar barreiras a fim de evitar que o processo de compra seja truncado ou complexo. Para isso, é necessário fortalecer as estratégias com base em dados qualificados, indispensáveis para a elaboração de ações mais certeiras e compatíveis com o perfil dos consumidores. Algumas dicas podem contribuir para projetos voltados à arquitetura de varejo. Confira!

Entenda o seu público

Os hábitos e comportamentos do seu cliente devem fundamentar todas as estratégias desenvolvidas para o ponto de venda. Oferecer uma experiência de compra fluida, livre de barreiras, exige que a exposição de produtos, balcões e outros elementos da loja sejam impecáveis. Entenda qual é o perfil do seu consumidor e construa suas ações focando no que faz sentido para o seu público. Isso vai ser bom para o cliente e para você, porque as chances de oferecer aos compradores itens e experiências compatíveis com as suas demandas aumentam, elevando o potencial de ganho para o seu negócio.

Elimine barreiras

Facilitar o processo de compra dos consumidores é outra medida eficaz para promover uma experiência mais satisfatória. Procure eliminar barreiras ou atritos, ou seja, simplifique os acessos à loja, aos produtos, aos balcões e outros elementos do estabelecimento. Avalie, desde a entrada até a saída, quais são os pontos mais críticos da experiência e procure melhorá-los. A instalação de portas automáticas para o varejo é um exemplo de melhoria que favorece a experiência de compra e promove a acessibilidade.

É válido observar, ainda, que outros elementos podem ser vistos como barreiras para o cliente, como displays em excesso ou um deslocamento ineficiente e, muitas vezes, forçado pela loja em função do layout. Se o perfil do consumidor é o de alguém que tem pouco tempo para realizar a compra, dificultar a circulação fará com que, da próxima vez, ele escolha outro estabelecimento.

Gerencie as categorias de produtos

Fique atento ao mix de itens que vai disponibilizar na loja, buscando oferecer aqueles que sejam mais adequados às expectativas dos consumidores. Além disso, é fundamental associar a escolha dos produtos à exposição, seja em gôndolas ou em vitrines. O bom posicionamento dos produtos fará o cliente identificar mais rapidamente o que procura e também pode despertar a atenção para itens que são mais estratégicos para o negócio.

Considere logística e reposição

Ao elaborar o layout de loja avalie como o formato definido impacta questões logísticas e de reposição. Esses aspectos devem ser alinhados no projeto, para facilitar o trabalho dos colaboradores, expositores e fornecedores. Os riscos de negligenciar esses processos no planejamento é aumentar o número de rupturas dos produtos ou criar gargalos na operação, elevando o tempo de realização de procedimentos rotineiros, por exemplo.

Integre operações multicanais

Com a expansão do e-commerce, o ponto de venda passa a ser um local de retirada de produtos, tanto por parte de entregadores quanto dos próprios consumidores. O layout de loja deve estabelecer espaços adequados para isso, facilitando tanto o trabalho dos colaboradores internos quanto a retirada por parte dos clientes ou entregadores.

Invista em tecnologia e automação

A transformação digital já faz parte do varejo moderno, e as lojas não devem mais negligenciar as facilidades que a tecnologia e a automação trouxeram para os pontos de venda, desde os novos meios de pagamento, que podem ser feitos por totens específicos, até as instalações prediais, a partir de equipamentos como portas automáticas, controle de acesso às áreas restritas e até mesmo estruturas voltadas à logística das operações.

O layout de loja se modernizou e consegue ser mais atrativo ao entregar uma experiência de compra personalizada e livre de qualquer barreira. Ao desenvolver seu projeto de arquitetura para o varejo conte com o apoio da VipDoor, especializada em automatização. Entre em contato com nossas equipes e faça o seu orçamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published.